Divine Love

Divino amore
Cecilia Mangini
1964 • Itália • 12’
Estreia Portuguesa
Estreia Portuguesa

Recusando utilizar as ferramentas tradicionais do cinema etnográfico, como a captação directa de som e a narração, Mangini delega à música de vanguarda de Egisto Macchi a contextualização do culto à imagem da madona preservado no Santuário do Amor Divino: culto nascido nos tempos modernos, no final da Segunda Guerra Mundial, incorporando liturgias arcaicas, agora alienadas.

Retrospectiva Cecilia Mangini