logo doclisboa

Regulamento

1. Informação Geral

1.1 O Doclisboa procura conceber a realidade através de novas formas cinematográficas de percepção, reflexão e acção, colocando o cinema em diálogo com a sua história, de modo a questionar o seu momento actual. O Doclisboa interessa-se por filmes exigentes quanto às suas repercussões conceptuais e formais; filmes que testam as possibilidades artísticas e políticas do cinema e recusam categorizações; filmes que se relacionam com e espelham a complexidade do mundo. O Doclisboa proporciona uma base para examinar o cinema e a contemporaneidade enquanto actos de convivência no e com o tempo.

1.2 O Doclisboa’22 – 20º Festival Internacional de Cinema – terá lugar de 6 a 16 de Outubro de 2022.

1.3 A inscrição de um filme no Doclisboa pressupõe o conhecimento e a aceitação do presente regulamento.

1.4 Para informações acerca da participação no Laboratório Arché, deverá consultar-se o regulamento próprio do projecto na sua página.

 

2. Elegibilidade

2.1 O comité de selecção procura filmes com qualidade de escrita cinematográfica que manifestem, no seu todo, o ponto de vista do autor.

2.2 Apenas filmes terminados após 1 de Setembro de 2021 são elegíveis.

2.3 Apenas filmes nunca exibidos em Portugal, quer em sala de cinema, quer em canais de televisão ou streaming, são elegíveis para as secções competitivas. É dada prioridade a estreias Mundiais (filmes nunca antes exibidos), Internacionais (filmes exibidos apenas no seu país de produção) e Europeias (filmes nunca antes exibidos no território Europeu).

2.4 As seguintes condições são aplicadas a casos em que o filme tenha sido incluído em programações online / streaming:

  • – se o filme foi exibido com condições de geo-blocking, não estando disponível no território Português, são aplicadas as regras habituais de estreia, indicadas no ponto anterior.
  • – se o filme foi exibido sem condições de geo-blocking, com acesso em território português, o filme não será elegível para secções competitivas.

2.5 Filmes inscritos em edições anteriores do festival, que não foram seleccionados para a sua programação, não serão considerados para a edição de 2022.

 

3. Secções, Júris e Prémios

3.1 Secções Competitivas

  • Competição Internacional – aberta a filmes com qualquer duração.
  • Competição Portuguesa – aberta a filmes com qualquer duração, de produção e/ou realização portuguesa.
  • Verdes Anos – aberta a filmes de produção Europeia de qualquer duração. Dedicada especialmente a estudantes ou autores que se iniciem na realização cinematográfica. São elegíveis apenas obras com Estreia Mundial, Internacional ou Europeia disponível.

3.2 Júris

Os júris das competições são constituídos por personalidades do meio cultural e artístico de reconhecido mérito nacional e internacional, seleccionados pelo festival.

3.3 Prémios

Os prémios do Doclisboa são constituídos por um troféu e um valor monetário e/ou serviços técnicos. Os seguintes prémios são atribuídos ao(s) realizador(es) do filme, com excepção do Prémio Revelação, atribuído ao detentor de direitos do filme:

3.3.1. Competição Internacional

  • – Grande Prémio da Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional (10.000€)
  • – Prémio Especial do Júri (valor em confirmação)

3.3.2. Competição Portuguesa

  • – Prémio Melhor Filme da Competição Portuguesa (6.000€)
  • – Prémio Especial do Júri (valor em confirmação)
  • – Prémio Escolas – Prémio ETIC para Melhor Filme da Competição Portuguesa (1.500€ em serviços técnicos)

3.3.3. Competição Verdes Anos

  • – Prémio para Melhor Filme (valor em confirmação)
  • – Prémio Especial do Júri (valor em confirmação)
  • – Prémio Pedro Fortes para Melhor Filme Português nos Verdes Anos (Bolsa de participação no Doc’s Kingdom – Seminário Internacional de Cinema Documental)

3.3.4. Prémios Transversais

  • – Prémio Revelação – Prémio Canais TVCine para a melhor primeira longa-metragem (mais de 60’) de uma selecção transversal a todas as secções, excepto retrospectivas e Cinema de Urgência (3.500€*)
  • – Prémio para melhor curta-metragem (até 40′) de uma selecção transversal a todas as secções, excepto retrospectivas e Cinema de Urgência (1.000€ – o vencedor deste prémio será automaticamente pré-nomeado ao Óscar© de Melhor Documentário de curta-metragem)
  • – Prémio Lugares de Trabalhos Seguros e Saudáveis – Prémio Agência Europeia para a Segurança no Trabalho para Melhor Longa-Metragem de Temática Associada ao Trabalho de uma selecção transversal a todas as secções, excepto retrospectivas e Cinema de Urgência. (5.000€)
  • – Prémio Prática, Tradição e Património – Prémio Fundação INATEL para Melhor Filme de Temática Associada a Práticas e Tradições Culturais e ao Património Imaterial da Humanidade, de uma selecção transversal a todas as secções excepto retrospectivas e Cinema de Urgência (1.000€)
  • – Prémio Fernando Lopes – Midas Filmes e Doclisboa (2.000€)
  • – Prémio do Público para melhor filmes português transversal a competições, Riscos, Heart Beat e Da Terra à Lua (1.000€)

*Prémio atribuído aos detentores de direitos do filme.

3.3.5. Serão confirmados até ao anúncio do programa final da 20ª edição do Doclisboa, os valores em dinheiro ou espécie atribuíveis aos prémios ainda por definir.

3.3.6. As decisões dos júris são finais.

3.3.7. O produtor de um filme premiado no Doclisboa deverá comprometer-se a mencionar esse mesmo prémio em todos os materiais promocionais do filme e no genérico das cópias tiradas posteriormente ao festival, garantindo a utilização da(s) salva(s) oficial(is) de vencedor.

 

4. Inscrição

As inscrições para todas as categorias abrem a 15 de Janeiro de 2022. Independentemente da data de inscrição, os filmes poderão ser enviados até dia 31 de Maio de 2022, com excepção da categoria Verdes Anos – filmes de produção portuguesa, cujos filmes poderão ser inscritos e enviados até dia 30 de Junho de 2022.

4.1 Prazos e custos de inscrição

Filmes Internacionais

  • Data limite de inscrição: 31 de Maio de 2022 às 23h59 GMT+1.
  • Custos de inscrição:
  • inscrições efetuadas e pagas até 31 de Março de 2022 – 10,00 euros;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 30 de Abril de 2022 – 15,00 euros;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 31 de Maio de 2022 – 20,00 euros.

Filmes Portugueses – filmes de produção e/ou realização portuguesa

  • Data limite de inscrição: 31 de Maio de 2022 às 23h59 GMT+1.
  • Custos de inscrição:
  • inscrições efetuadas e pagas até 31 de Março de 2022 – Gratuito;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 30 de Abril de 2022 – 5,00 euros;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 31 de Maio de 2022 – 10,00 euros.

Verdes Anos – filmes de produção portuguesa

  • Data limite de inscrição: 30 de Junho de 2022 às 23h59 GMT+1.
  • Inscrição gratuita.

Verdes Anos – filmes de produção internacional

  • Data limite de inscrição: 31 de Maio de 2022 às 23h59 GMT+1.
  • Custos de inscrição:
  • inscrições efetuadas e pagas até 31 de Março de 2022 – 5,00 euros;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 30 de Abril de 2022 – 10,00 euros;
  • inscrições efetuadas e pagas de 1 a 31 de Maio de 2022 – 15,00 euros.

O festival não garante o visionamento e apreciação de filmes inscritos após o dia 31 de Maio de 2022, com excepção da categoria Verdes Anos – filmes de produção portuguesa.

O festival reserva o direito a não considerar qualquer filme que não cumpra os critérios de elegibilidade mencionados no ponto 2 do presente Regulamento, sem garantir a devolução do custo de inscrição.

4.2 Método de inscrição e materiais

A inscrição de filmes no festival deverá ser feita através da plataforma Eventival (acessível em: https://vp.eventival.com/doclisboa/22), escolhendo o formulário adequado para o filme a inscrever, de acordo com a categoria pretendida, e proceder ao respectivo pagamento da taxa de inscrição (quando aplicável).

A inscrição só estará completa após a recepção do email de confirmação do pagamento da taxa de inscrição (quando esta é aplicável).

Aquando da inscrição, o Doclisboa deverá receber:

  • a) candidatura devidamente preenchida através da plataforma Eventival.
  • b) cópia de visionamento do filme com legendas em inglês (à excepção de filmes de língua portuguesa ou inglesa).
  • c) o ficheiro do filme para consideração poderá ser enviado através de um dos seguintes métodos:
  • – envio de um link de visionamento privado do filme (Vimeo, YouTube, Dropbox, Google Drive, etc), que não exija o download imediato e que deve ser incluído no formulário de inscrição, no respectivo campo.
  • – após inscrição no Eventival, enviando um link de visionamento privado ou de download do filme via e-mail para programme@doclisboa.org.

Se necessário, outras formas de envio e/ou partilha da cópia de visionamento podem ser acordadas com a equipa de Coordenação de Programação.

4.3 A pessoa / entidade que inscreve um filme responsabiliza-se a manter o festival informado de qualquer alteração ao estatuto de estreia (possíveis sessões agendadas durante do período de selecção), bem como à versão do filme para consideração enviado até à data de inscrição.

4.4 Em caso de dúvidas no processo de inscrição, contactar:

 

5. Selecção

5.1 Anúncio da selecção

O festival compromete-se a informar os participantes da decisão final do comité de programação até um mês antes do início do festival.

A falta de notificação de seleção por parte do festival, até às datas supracitadas, determinam que o respectivo filme não foi selecionado para a 20ª edição do Doclisboa. No entanto, serão efetuados todos os esforços para que todos os candidatos sejam notificados por correio electrónico do estado de selecção dos seus filmes.

É da responsabilidade do festival a selecção de todos os filmes que participam na programação. O comité de selecção decide em que secção o filme inscrito será apresentado, informação que será partilhada com os responsáveis do filme via correio electrónico. A decisão do comité de selecção é final.

Após a confirmação de exibição de um filme no festival, é imperativo que o festival seja informado de qualquer alteração no estatuto de estreia inicialmente acordado.

5.2 Sessões

Qualquer filme programado poderá ter até três (3) exibições públicas durante a duração do festival. Filmes em competição poderão ainda ser exibidos em contexto restrito e especificamente para visionamentos de juris.

A data, horário e sala em que decorrerão estas sessões será determinada pelo Festival e partilhada com os detentores de direitos assim que o processo de calendarização esteja terminado.

Qualquer filme seleccionado poderá integrar o programa de sessões especiais dedicadas ao público escolar, durante o festival, por decisão conjunta do comité de programação e equipa do Projecto Educativo Apordoc.

5.3 Valor de Exibição

O Doclisboa não efectuará qualquer pagamento de taxa de exibição ou de produção técnica de cópia relativo à exibição de filmes a concurso.

 

6. Materiais de Comunicação e Imprensa

6.1 Após a confirmação de selecção, deverão ser enviados por correio electrónico os seguintes materiais:

  • – Lista de diálogos do filme em inglês para efeitos de tradução e legendagem (se aplicável);
  • – Cópia de visionamento (idêntica à versão de exibição do filme) para efeitos de legendagem e partilha com imprensa;
  • – Sinopse e ficha técnica do filme;
  • – Mínimo de quatro (4) fotografias do filme (resolução mínima: 300 dpi – 10x10cm) em formato digital;
  • – Trailer (ou excerto até 3 minutos) do filme;
  • – Poster do filme em versão digital, se existir (para promoção online)
  • – Dossier de imprensa / clipping, se existir;
  • – Uma fotografia do(s) realizador(es) em formato digital;
  • – Biografia curta e filmografia do realizador;
  • – Estatuto de estreia no momento da selecção e, se aplicável, lista de festivais onde o filme esteve presente e prémios que recebeu.

6.2 Os textos utilizados para promoção dos diferentes filmes, secções e programas nos vários materiais de comunicação (catálogo, programa, website, redes sociais) são da inteira responsabilidade do festival, tendo como base as informações cedidas pelos detentores de direitos dos filmes seleccionados.

6.3 O festival compromete-se a afixar/divulgar nos seus espaços cartazes, postais e materiais promocionais físicos de filmes seleccionados no festival. Estes podem ser enviados por correio (custos suportados pelos representantes do filme) ou entregues pelos convidados aquando da sua participação presencial no festival.

6.4 Em situações em que o filme não possua trailer, e/ou não sejam enviados materiais vídeo dedicados à sua promoção, o festival está autorizado a criar um excerto de até três (3) minutos para promoção do festival via TV, rádio e internet. Para curtas-metragens, a duração deste excerto não deverá exceder um máximo de 10% da duração total do filme.

6.5 O restante material de divulgação do filme (dossier de imprensa, clipping, posters digitais, etc.), poderá também ser incluído nos materiais de promoção do festival.

6.6 Após a selecção, é da responsabilidade da pessoa de contacto informar o festival de qualquer alteração de montagem em relação à cópia utilizada durante o período de selecção. Esta é uma informação importante, uma vez que o processo de tradução toma por base a cópia a que o festival tem acesso no momento da selecção.

6.7 Reserva-se ao festival o direito de partilha de uma cópia de visionamento devidamente autorizada pelo representante do filme com jornalistas seleccionados para efeitos de promoção e imprensa.

 

7. Acolhimento

7.1 Aquando do convite, o festival informará o realizador / representante do filme das condições de acolhimento oferecidas. Estas condições diferem com base em critérios como o estatuto de estreia, a secção em que o filme se insere, direitos de distribuição no território Português ou outras participações de representantes do filme em actividades do Festival.

7.2 Os convidados do Doclisboa não estão cobertos pelo seguro do Festival.

7.3 Presença em sessões e Protocolo de Estreia

O Doclisboa pretende, tanto quanto possível, promover a comunicação entre os realizadores e o público do festival. Caso se encontrem em Lisboa, o/a realizador/a ou outro representante do filme deverá participar nas sessões de exibição do filme, com apresentação da sessão ou debate.

O calendário de participação em sessões e outras actividades, bem como outros detalhes relevantes, serão partilhados por correio electrónico próximo das datas do Festival.

Os filmes que realizem a sua estreia Mundial, Internacional ou Europeia no contexto do Festival, receberão também um protocolo de estreia.

 

8. Cópias de Projecção, Transportes e Outras Disposições Importantes

8.1 As cópias de projecção dos filmes seleccionados, com excepção para filmes de língua inglesa e filmes sem diálogos, devem ser enviadas com legendas em inglês.

8.2 As cópias de exibição dos filmes selecionados deverão ser disponibilizadas num nos seguintes formatos: 35mm, 16mm, DCP. O respeito por estes formatos de projecção é importante para garantir a exibição do filme nas melhores condições. A necessidade de projecção em qualquer outro formato deverá ser comunicada atempadamente ao festival para que a possibilidade de projecção possa ser avaliada.

O festival não se responsabilizará pela eventual necessidade de conversão de ficheiros cujas características difiram das supracitadas.

8.3 A cópia do filme seleccionado (no seu formato de exibição) deverá ser entregue até 1 de Setembro, escolhendo um dos seguintes métodos de envio:

  • – envio digital de DCP, através do upload na plataforma MyAirBridge oficial: https://doclisboa.myairbridge.com/;
  • – envio digital de DCP, apresentando opções de download através de outras plataformas seguras de partilha de dados online;
  • – envio físico de cópia de exibição (16mm, 35mm ou DCP), devidamente coordenada com a equipa de Envio de Cópias do festival.

Neste último caso, os custos de envio para Portugal são da responsabilidade do representante do filme. O custo do levantamento dos filmes na alfândega portuguesa é da responsabilidade do festival, bem como os custos de devolução dos filmes para o país de origem. As despesas de alfândega no país de retorno são da responsabilidade dos representantes dos filmes.

No caso de envio físico de filmes provenientes de países extra-comunitários, a cópia deverá ser acompanhada por uma factura pro-forma com o nome do remetente, o título do filme, peso, medidas e número de bobines.

8.4 Os seguros de transporte das cópias são da responsabilidade do festival quando este proceder ao seu transporte. Após a recepção das cópias, o Doclisboa é responsável por elas até ao momento do seu retorno.

8.5 Todas cópias de exibição dos filmes a exibir nas secções competitivas deverão permanecer no Festival até ao seu fim, só se procedendo à sua devolução após o encerramento do mesmo.

 

9. Videoteca

9.1 Todos os filmes com ano de produção de 2021 ou 2022 que forem seleccionados para o festival terão a oportunidade de ser incluídos na Videoteca Online do Doclisboa sem quaisquer custos adicionais. Esta plataforma, de acesso privado a profissionais da indústria acreditados pelo festival, estará disponível entre 6 de Outubro e 15 de Novembro de 2022.

9.2 Para este fim, será pedido a todos os participantes um ficheiro Quicktime H.264 ou ProRes do filme seleccionado para inclusão na videoteca digital.

9.3 Sempre que esta opção esteja disponível, o festival compromete-se a utilizar links privados criados a partir das cópias disponíveis na Videoteca Online, de acesso restrito e com reduzido prazo de acesso, para partilha com a imprensa.

9.4 Todos os filmes enviados para consideração do festival serão incluídos no arquivo da Videoteca da Apordoc – Associação Pelo Documentário (entidade organizadora do festival), onde podem ser consultados pelos associados. Para visionamentos públicos, será sempre necessária a autorização aos detentores dos direitos.

 

10. Excepções e Situações não Previstas

O Festival decidirá sobre todas as matérias não constantes do presente regulamento, de acordo com as regras internacionais de festivais de cinema.

O Doclisboa tem como prioridade a saúde e segurança públicas, e por isso segue estritamente as restrições COVID-19 indicadas pela DGS. Caso sejam necessárias alterações ao formato habitual do festival, estas serão devidamente partilhadas com os representantes dos filmes e sujeitas a autorização/confirmação da sua parte.