Jumpgate

O Jumpgate, inserido no programa do Nebulae, é uma cimeira anual dirigida a produtores europeus de áreas diversas e níveis de experiência diferentes no âmbito da produção de cinema de não ficção. O foco principal será a troca de experiências profissionais, a inspiração de novas ideias, práticas e projectos e a facilitação do encontro, com o objectivo de potenciar as co-produções e as oportunidades de colaboração. Em 2023, participarão no Jumpgate 20 produtores –10 seniores e 10 emergentes – convidados pelo Doclisboa e pelo Nebulae.

O Jumpgate é organizado em colaboração com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Com o apoio de

Moderação

Iva Plemić Divjak

Produziu as primeiras dez edições do Sete Magníficos – Festival de Longas-Metragens Documentais da Europa (Belgrado) e os documentários premiados Cinema Komunisto (2010), 4 Years in 10 Minutes (2018), Merry Christmas, Yiwu (2020) e Another Spring (2022). Membro do DokSerbia e da Rede Audiovisual das Mulheres Europeias. Foi aluna do Eurodoc e Emerging Producers. Representou a Sérvia no conselho de administração da Eurimages entre 2016 e 2021.

Horopter Films (Sérvia)

Produtores seniores

Ana Pinhão Moura

APM é o acrónimo da sua fundadora, Ana Pinhão Moura, mas também representa a vontade e o compromisso de levar a cabo várias “acções por minuto” no campo da ficção e do documentário, em nome próprio ou envolvida em co-produções internacionais, procurando sempre criar as melhores condições para os realizadores, sejam experientes (João Mário Grilo, Tiago Guedes, Ivo Ferreira, etc.) ou novatos (Flávio Gonçalves, Ana Mariz, etc.), explorarem caminhos novos.

APM (Portugal)

Beli Martinez

Nascida em A Guarda, em 1980, e doutorada em comunicação audiovisual, é produtora na Filmika Galaika, uma empresa galega especializada em cinema de autor e que produziu os últimos trabalhos de Eloy Enciso, Jessica Sarah Rinland, Helena Girón e Samuel M. Delgado, entre outros. Conjuga a produção audiovisual com a docência no Departamento de Comunicação Audiovisual na Universidade de Vigo.

Filmika Galaika (Espanha)

Caroline Kirberg

Especializou-se na produção de filmes híbridos na fronteira com as artes. Com a pong film, produz documentários e filmes de ficção pensados de forma interdisciplinar e inovadora, onde se formam e expressam as posições estéticas e políticas dos cineastas. Com o seu selo Kirberg Motors, também produz trabalhos audiovisuais de artistas como Clemens von Wedemeyer, Dani Gal, Stephan Geene, Assaf Gruber, Volker Sattel e Clarissa Thieme.

pong (Alemanha)

Donato Rotunno

Tarantula Luxemburgo é uma produtora consolidada com mais de 25 anos de experiência em co-produções internacionais, escolhas artísticas ousadas e uma presença regular nos principais festivais internacionais de cinema. Algumas das suas co-produções mais conhecidas incluem Blanquita (Veneza 2022), Streams (Locarno 2021), Fire Will Come (Um Certo Olhar, Cannes 2019), A Wedding (Toronto 2016) e Fratricide (Leopardo de Prata, Locarno 2005).

Tarantula (Luxemburgo)

Françoise Hoste

Escolhemos produzir filmes de autor e artísticos, sobretudo documentários e filmes de ficção. Pretendemos dotar os nossos projectos, frequentemente frágeis por natureza, de condições financeiras adequadas. O nosso principal objectivo é ajudar o autor a traduzir a sua visão do mundo e a tornar as suas ideias visíveis sob a forma de um verdadeiro projecto cinematográfico. Desde 1987, produzimos mais de 100 filmes que circularam pelo mundo dos festivais.

Cobra Films (Bélgica)

Johannes Rosenberger

Produtor de documentários criativos desde 1992, co-fundador e director executivo da Navigator Film, co-fundador da dok.at, co-fundador e associado da Autlook Filmsales, membro da Câmara de Cinema e Música da Áustria, presidente da comissão executiva do festival Diagonale, membro da Academia Europeia de Cinema, conferencista e especialista em co-produções e desenvolvimento de projecto de documentário internacionais. Vive e trabalha em Viena, Áustria.

Navigator Film (Áustria)

Pedro Fernandes Duarte

Produtora fundada em Portugal, em 2014, nascida da necessidade de dotar cada filme de um modo de produção próprio e único. Procura encontrar uma nova abordagem ao cinema no que toca a direitos, hierarquias, conduta e condições necessárias para que cada trabalhador possa cumprir a totalidade do seu potencial criativo. Deseja concretizar filmes que traduzam e ampliem o espírito humano, acreditando firmemente que o cinema pode mudar o mundo.

Primeira Idade (Portugal)

Paolo Maria Spina

Desde 2002 que está envolvido em várias co-produções artísticas europeias, tanto ficções como documentários, com a sua produtora, Revolver Film. No que toca ao documentário, co-produziu, entre outros, Andrey Tarkovsky. A Cinema Prayer (Veneza, 2019), Napoleon, the Exile of the Eagle (para a RAI, 2020), Timekeeper (2022) e My Mohammed Is Different (2021). Estudou história da arte medieval na Universidade de Bolonha e cinema com Ermanno Olmi.

Revolver Film (Itália)

Thomas Ordonneau

Entrou na indústria do cinema a trabalhar em rodagens e, depois, em salas de cinema. Fundou a Shellac, a Shellac Sud e Shellac exploitation para conjugar produção, distribuição, edição em DVD, VoD e exibição comercial, de modo a desenvolver talentos novos e apoiar uma forma cinematográica em particular. Entre outros, produziu e distribuiu filmes de Régis Sauder, Alessandro Comodin, Miguel Gomes, João Nicolau, Damien Manivel e Emilie Aussel.

Shellac Films (França)

Tuuli Penttinen-Lampisuo

Produtora finlandesa, fundada, em 2020, pelo produtor Tuuli Penttinen-Lampisuo. Colabora com artistas e realizadores, normalmente trabalhando em filmes não ficcionais de artistas, instalações em galerias e artes média. Em 2021-2023, participou numa produção nacional sobre história das artes média. Recentemente, a Poike Production recebeu o certificado EcoCompasso pelo seu compromisso com a sustentabilidade ambiental.

Poike Productio (Finlândia)

Produtores emergentes

André Guiomar

Produtora fundada em 2019, no Porto, e centrada na produção de curtas e longas de ficção e documentais. Reúne um conjunto de cineastas, técnicos e produtores e tem como princípio fundamental a promoção do diálogo e de intervenções de colaboração em todas as produções. Na sua curta existência, já se apresentou em vários festivais, como Berlinale, Sheffield Doc/Fest e Doclisboa, e obteve prémios no Zinebi, Curtas Vila do Conde e Porto/Post/Doc.

Olhar de Ulisses (Portugal)

Catarina de Sousa

Produtora cinematográfica centrada em cinema e filmes artísticos contemporâneos. Fundada, em 2021, por Catarina Sousa e Isadora Neves Marques, espelha a sua experiência de trabalho em locais como Lisboa, São Paulo e Nova Iorque. Pretende construir pontes disciplinares e geográficas e mostrar as suas produções em festivais e em salas comerciais assim como em museus e instituições de arte, desenvolvendo filmes guiados por visões singulares do nosso tempo.

Foi Bonita a Festa (Portugal)

Elisa Sepulveda

Produtora de cinema centrada em filmes de autor e conteúdo mundial. Seleccionada nos principais eventos de indústria, como Talents, Rotterdam Lab e Torino Film Lab. Fundou a produtora Fulgurance (Paris) e colabora intensamente com a Kidam. Produziu Soy niño, de Lorena Zilleruelo (transmitido pela France Télévisions), Notas para una película, de Ignacio Agüero (Mal del Plata, Jeonju) e Cuarto de Hora (Tribeca)

Fulgurance Film (França)

Maarten D’Hollander

Mestrado em comunicação e estudos de cinema. Começou a trabalhar em produção na Off World em 2009 e passou a independente em 2014. Recentemente, fundou a Krater Films e trabalhou na produção de filmes de Eva Cools e Peter Brosens & Jessica Woodworth, entre outros. Está a desenvolver vários projectos de ficção e documentários com ambições internacionais. No Doclisboa, apresentará Let the Sea Take Away All Evil, Better than Gold e El huevo de la serpiente!.

Krater Films (Bélgica)

Manon Bovenkerk

Fundou a near/by film em 2018 e participa activamente no desenvolvimento conceptual e formal dos projectos. O seu objectivo é apoiar cineastas, usando formas cinematográficas que cruzam géneros e formatos, procurando desenvolver modos de produção que cuidam do processo artístico cinematográfico. Foi mentora no mestrado em cinema da Academia de Cinema dos Países Baixos e é consultora do Fundo Audiovisual da Flandres.

near/by Film (Países Baixos)

Margot Mecca

Produtora independente (participou no Eurodoc e no TorinoFilmLab), trabalha no desenvolvimento criativo e produção de documentários e filmes de ficção. Está instalada em Barcelona, mas colabora com várias produtoras em Itália e no estrangeiro. É também programadora e investigadora.

Malfe Film (Itália)

Mariangela Mondolo-Burghard

Co-fundadora e produtora de desenvolvimento na 59 em Conserva, um laboratório de produção de documentários, cinema contemporâneo e outras formas de cinema vivo de Madrid. A empresa produz documentários de arte e filmes híbridos fortemente comprometidos com os temas, a sociedade e o cinema enquanto forma de arte. Os seus filmes foram exibidos na Berlinale, Yamagata, Doclisboa, Amesterdão e Documenta, entre outros festivais, premiados e lançados em sala.

59 en Conserva (Espanha)

Tamara Babun

Licenciou-se em produção de cinema, televisão e teatro na Academia de Arte Dramática de Zagreb. Após uma década de vasta experiência, fundou a sua própria produtora, Wolfgang&Dolly, em 2017, com o intuito de produzir obras audiovisuais criativas que abordem temas socialmente relevantes e confiram esperança ao público. Fez parte de Emerging Producers, LIM Develoment Angels, Screen Leaders, Ex Oriente Film, Eurodoc, Sarajevo Talent Campus e IDFA Academy.

Wolfgang&Dolly (Croácia)

Zlata Yefimenko

Tem um mestrado em cinematografia pela Universidade Nacional de Teatro, Cinema e Televisão I. K. Karpenko-Kary de Kiev. Foi membro do conselho de peritos da Agência Estatal de Cinema da Ucrânia em 2021-22. Participou na Producers Network do Marché du Film (Festival Internacional de Cinema de Cannes) e no ZagrebDox Pro: Dox of War 2023. Fundou a produtora EF Pictures e trabalhou em muitos documentários, filmes de ficção e vídeos musicais.

EF Pictures (Ucrânia)