Consultoria

Reuniões individuais que promovem o encontro de cineastas e produtores com especialistas de mercado, que podem aconselhá-los sobre festivais e estratégias de distribuição.

 

Consultores

Christopher Small

(Reino Unido e República Checa)

Christopher Small é escritor, programador e cineasta. É curador da plataforma Doc Alliance e encabeça a Academia de Críticos do Festival de Cinema de Locarno. É um autor muito publicado e o editor de Outskirts, uma revista independente sobre cinema do passado e do presente. É também membro do FIPRESCI e programa o cinema independente Kino Petrohradská em Praga.

Daniela Persico

Locarno Film Festival (Itália)

Crítica e programadora de cinema. Vem ocupando vários cargos no Festival de Locarno desde 2013 e faz parte do comité de selecção desde 2019. Fundadora e chefe de redacção da publicação quadrimestral em linha Filmidee, cuja escola de verão na Sardenha também organiza. Membro dos comités de selecção do Festival dei Populi (Florença) e do IsReal (Nuoro). Selecciona documentários italianos para a plataforma de VoD Tenk.eu.com desde 2020.

Gugi Gumiland

In-Docs (Indonésia)

Director executivo da In-Docs, organização sem fins lucrativos que começou o Docs by the Sea e o Good Pitch Indonésia, desde 2021. O seu interesse profissional está sobretudo centrado em torno de projectos de filmes com impacto na sociedade. Visa intensificar a presença global da In-Docs partilhando histórias desconhecidas com o máximo de público. Foi jurado em festivais internacionais de cinema, incluindo DOK Leipzig, Sunny Side of the Doc e Cannes Doc.

Jacqueline Nsiah

(Gana)

Consultora independente de festivais de cinema e na área das artes e da cultura. Foi co-directora do Festival de Cinema Africano de Cambridge em 2008, produtora do Festival de Documentário de Vida Real de Acra, assistente de produção no Festival Internacional de Cinema do Rio e coordenadora de convidados da secção Panorama da Berlinale. Integra o conselho consultivo da screenworlds.org e é curadora da secção Fórum da Berlinale.

Madeleine Molyneaux

Picture Palace (EUA)

Madeleine Molyneaux é produtora criativa e curadora, vivendo em Nova Iorque e Los Angeles. A sua produtora, Picture Palace Pictures, fundada em 2004, trabalha de perto com artistas visuais, músicos e cineastas internacionais emergentes e consagrados, para desenvolver, produzir e representar filmes e trabalhos híbridos com imagem em movimento, difíceis de categorizar. Actualmente, desenvolve uma longa-metragem baseada na vida do poeta Charles Bukowski.

Maui Alena

(Argentina)

Coordenador audiovisual na Bienal de Arte Jovem de Buenos Aires e programador de cinema do Centro Cultural Recoleta. Trabalhou em seis edições do BAFICI como produtor artístico e coordenador da área profissional, durante sete anos como assistente da equipa de programação no Festival Mar del Plata e em três edições das Residências RAW Arché→Work e na Comissão de Cinema de Buenos Aires. Em 2012, lançou o sítio homeagain.tv, que reúne filmes lançados on-line.

Melanie Iredale

Birds’ Eye View  (Reino Unido)

Curadora de cinema, agitadora e directora da Birds’ Eye View, uma instituição de beneficência cuja missão é apoiar filmes realizados por mulheres e pessoas não-binárias. Foi directora adjunta do Sheffield DocFest entre 2014 e 2021 e directora do Festival de Cinema e Artes Média de Berwick entre 2009 e 2014. Foi produtora executiva de Rebel Dykes, que juntou as comunidades queer, simpatizantes LGBTQ+ e activistas em mais de 50 festivais em todo o mundo.

Pedro Emilio Segura Bernal

(México)

Curador, crítico e distribuidor mexicano. Co-fundador e co-director de La Ola Cine, uma distribuidora de cinema instalada na Cidade do México. Integra actualmente as equipas de programação dos festivais Black Canvas, de Reiquiavique e da Berlin Critics’ Week (Woche der Kritik). Os seus textos sobre cinema foram publicados na Cinema Scope, Film Comment, MUBI Notebook e em publicações de Locarno, Veneza, Mar del Plata e Cinemateca Nacional do México, entre outros.

Roger Garcia

(EUA)

Foi director do Festival Internacional de Cinema de Honguecongue e conselheiro artístico, curador e jurado em muitos festivais de cinema e oficinas de projecto na Ásia, Europa e América do Norte. Foi publicado por BFI, Cahiers du Cinéma e Film Comment, entre outros. Produziu filmes experimentais na Ásia e trabalho de estúdio em Hollywood. O seu último trabalho, The Once and Future, realizado por Yeo Siew Hua, teve estreia mundial em Singapura em 2022.

Shirin Naderi

Documentary and Experimental Film Centre (Irão)

Nascida em 1968 em Shemiran, no Irão, estudou realização cinematográfica na Universidade de Soureh. Trabalha na secção internacional da Sociedade Iraniana de Cinema Jovem desde 1996, fez parte do comité de selecção do Festival Internacional de Curtas-Metragens de Teerão, integra o comité de selecção e é responsável pela secção internacional do Cinema Vérité – Festival Internacional de Documentário (Irão) e gere o IranDoc Market.

Silvia Cruz

Vitrine Filmes (Brasil)

Começou a carreira na indústria cinematográfica em 2004. Trabalhou para distribuidoras, salas de cinema e produtoras. Em 2010, criou a Vitrine Filmes, no Brasil, distribuindo filmes independentes brasileiros, tendo até à data já colocado mais de 150 filmes em sala. Em 2019, mudou-se para Espanha e começou a trabalhar na distribuição e produção de filmes nos dois países com a Vitrine Filmes.

Weronika Adamowska

Her Docs (Polónia)

Programadora de festivais e consultora de produção independente. Co-fundadora e programadora da iniciativa Her Docs na Polónia, cujo objectivo é apoiar, promover e divulgar a obra de mulheres cineastas. Trabalhou também para a empresa de vendas internacional Rise and Shine World Sales e para a Against Poverty, a principal distribuidora de documentário e filmes de arte da Polónia. Participou na Berlinale Talents em 2018.