11–02–2020

6.doc – Doclisboa no Cinema Ideal

Entre Fevereiro e Julho, o Doclisboa, em parceria com o Cinema Ideal, apresenta o 6.doc que estreará sete filmes selecionados na edição do festival Doclisboa 2019.

Os filmes estarão em exibição durante uma semana e as sessões serão acompanhadas por conversas com os realizadores Pedro Filipe Marques, Eloy Enciso, Billy Woodberry, Camilo de Sousa, Isabel Noronha e Eric Baudelaire, entre outros convidados a anunciar.

As sessões terão também apresentação no Porto (no Cinema Passos Manuel), enquadrados no programa Há Filmes na Baixa!, em colaboração com o festival Porto/Post/Doc.

As sessões têm um custo de 5 euros.

 

SESSÕES NO CINEMA IDEAL: 

20 – 26 de Fevereiro | 21h30

Viveiro 
Pedro Filipe Marques
2019 • Portugal • 83’
(Prémio Doclisboa Para Melhor Filme da Competição Portuguesa – Doclisboa’19)

De Domingo a Domingo, o campo de futebol do Arcozelo sobrevive às adversidades do vento norte. É preciso varrer o relvado gasto e lavar muita roupa. Os meninos estão a chegar! Os dois roupeiros, São e Cunha, sabem o nome dos pequenos jogadores. De todos se cuida e as meias que secam nas balizas também são para emprestar.
Trailer

26 de Março – 1 de Abril | horário a anunciar

Longa Noite
Eloy Enciso
2019 • Espanha • 90’

Alguns anos após o fim da Guerra Civil, Anxo regressa à sua vila natal no meio rural galego. Em conversas informais ao longo da viagem, apercebe-se de como a guerra e o novo regime transformaram as relações entre as pessoas. Chegado a casa, é recebido com preocupação pelos vitoriosos, mas também pelos derrotados, que vêem em Anxo o desafio de encetar uma viagem ao passado e às memórias silenciadas. Excertos de peças, memórias e cartas do regime franquista servem de inspiração a Longa noite, um filme que explora os alicerces sociopolíticos do fascismo.
Trailer

23 – 29 de Abril | Sessão Dupla | horário a anunciar

A Story From Africa
Billy Woodberry
2018 • Portugal • 33’

Na sequência da resolução da Conferência de Berlim de 1885 quanto à divisão de África, o exército português usa um oficial talentoso para registar a ocupação efectiva do território conquistado em 1907 ao povo cuamato, no sul de Angola. A Story from Africa dá vida a este arquivo fotográfico raramente visto através da história trágica de Calipalula, o fidalgo cuamato que foi decisivo no desenrolar dos eventos desta campanha de pacificação portuguesa.

 

Sonhámos um País
Camilo de Sousa e Isabel Noronha
2018 • Moçambique, Portugal • 70’

No início dos anos 70, Camilo de Sousa saiu de Lourenço Marques, Moçambique, andou pela Europa, juntou-se aos guerrilheiros da Frelimo e tornou-se cineasta. Hoje, a viver em Portugal, regressa a Moçambique para reencontrar dois camaradas de armas. Com Aleixo Caindi e Julião Papalo ele rememora tempos antigos, quando a alegria da libertação deu lugar aos tempos negros em que a procura do ‘homem novo’ veio destruir os sonhos e as ilusões de um país.
Trailer

21 – 27 de Maio | horário a anunciar

Un film dramatique
Eric Baudelaire
2019 • França • 115’

O que estamos a fazer em conjunto? Uma pergunta recorrente para os estudantes do grupo de cinema da escola de Dora Maar e para Éric Baudelaire, que trabalhou com eles durante quatro anos, a partir da sexta classe. Responder a esta questão política, que envolve representações de poder, violência social e identidade, levou-os a procurar uma forma cinematográfica que faça justiça à singularidade de cada estudante, mas também à substância do grupo.
Trailer

25 de Junho – 1 de Julho | horário a anunciar

143 rue du désert
Hassen Ferrani
2019 • Argélia, França, Catar • 104’

No meio do Saara argelino, uma mulher escreve a sua história. Acolhe camionistas, seres errantes e sonhos para um cigarro, um café ou uns ovos… Chama-se Malika.
Trailer

23-29 de Julho | horário a anunciar

Santikhiri Sonata
Thunska Pansittivorakul
2019 • Tailândia, Alemanha • 75’
(Grande Prémio Cidade de Lisboa Para Melhor Filme da Competição Internacional – Doclisboa’19)

O filme foi rodado numa zona chamada Santikhiri, que significa “a colina da paz”. Após a chegada ao poder do governo do general Prem, nos anos 1980, foi tudo – drogas, comunismo, corrupção, tráfico humano e pessoas apátridas – suprimido por completo, para promover a ordem e a paz. “Quando era miúdo, a TV estava cheia de propaganda, inculcando na cabeça das pessoas que o governo militar protegia o país de várias ameaças. A ilusão e o orgulho inabaláveis no facto de o país nunca ter sido colonizado moldaram com sucesso o nosso nacionalismo cego.” (Thunska Pansittivorakul)
Trailer

 

SESSÕES NO CINEMA PASSOS MANUEL:

21 de Fevereiro | Sexta-Feira | 22h
Viveiro

28 de Março | Sábado | 22h
Longa Noite

24 de Abril | Sexta-Feira | 22h
A Story From Africa
Sonhámos um País

22 de Maio | Sexta-Feira | 22h
Un film dramatique

26 de Junho | Sexta-Feira | 22h
143 rue du désert

24 de Julho | Sexta-Feira | 22h
Santikhiri Sonata

Notícias